O Geali é um grupo de pesquisa que foi criado em 2011 pelos professores de Língua Portuguesa e Literatura do Campus Ouro Preto do IFMG. Os estudos desenvolvidos anualmente pelo grupo culminam em uma Jornada de Estudos do Geali, que ocorre ao final de cada ano. Até este ano, já foram 5 jornadas. Em 2012, o tema foi “Ensino e pesquisa: questões para o professor de Português”. No ano seguinte, foi o momento de discutirmos o ensino de literatura, com o tema “Literatura no ensino médio: abordagens, perspectivas e desafios”. Já em 2014, o tema em pauta foi “Desafios para o ensino de português: o currículo em foco”. Em 2015, o tema foi “Enem: abordagens para a aula de língua portuguesa”. A última jornada, ocorrida em 2016, abordou o tema "Literatura afrobrasileira na sala de aula do ensino médio".

O grupo é vinculado ao Núcleo de Estudos Teórico-Práticos em Educação (NUPE) do curso de Pedagogia da Faculdade Pitágoras – Unidade Cidade Acadêmica – criado em 29 de agosto de 2016. Tem como objetivo estruturar e apoiar o campo de pesquisa do curso de Pedagogia, preparando os acadêmicos para a recepção e a produção do conhecimento científico. É constituído pelo GEDIFE e por disciplinas curriculares comprometidas com a produção acadêmico-científica, especialmente, as denominadas Práticas Pedagógicas Interdisciplinares.

LINHAS DE PESQUISA

a) Escola e sociedade

b) Infância e suas linguagens

c) Identidade do educador e ação docente

d)Educação de jovens e adultos

e) Planejamentos educativos escolares e não escolares

f) Docência na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental Educação Profissional do Magistério

g) Gestão educacional

h) Educação e diversidade

i) Processos avaliativos

j) Currículo e interdisciplinaridade

OBJETIVOS

Considerando que a iniciação científica seja uma forma de contribuir para a formação do egresso do curso de Pedagogia, cujo perfil deverá contemplar consistente formação teórica, diversidade de conhecimentos e de práticas, o Núcleo de Estudos Teórico-Práticos em Educação define seus objetivos, compreendendo que os pesquisadores, ao longo de suas atividades, adquiram diversas habilidades.

Líder do Grupo:  Daniella Lopes Dias Ignácio Rodrigues


Página do grupo no CNPq:  http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5598773775745739


O projeto busca compreender e interpretar fenômenos linguageiros envolvidos na discursivização da escrita midiática. Em relação à escrita jornalística, objetiva-se descrever modos de discursivização das mídias impressa e digital, tendo em vista suas estratégias de persuasão e as representações e identidades por elas veiculadas. Trata-se de um projeto integrado ao grupo de estudos NELLF, coordenado pela professora Juliana Alves Assis. 

Lideres do Grupo: Juliana Alves Assis e Maria Angela Paulino Teixeira Lopes

Página do Grupo no CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/9101944333637681

 

O grupo estuda práticas formativas e profissionais, com forte interesse na leitura e na escrita. Na formação, a ênfase recai sobre as práticas de ensino/aprendizagem da leitura e da escrita na educação básica e na universidade, avaliando, no caso da universidade, os impactos dessas práticas no processo apropriação do discurso acadêmico e na construção identitária do profissional em formação. Busca, ainda, compreender o papel das representações sobre os objetos de ensino e de aprendizagem no processo de formação. Com relação ao agir profissional, visa a compreender e interpretar o agir, especialmente o do professor de língua materna, com base no exame da atividade profissional realizada e dos discursos produzidos nas/sobre as situações de trabalho. Já teve vários projetos de pesquisa aprovados por agências de nacionais. Desde 2015, desenvolve projeto de cooperação internacional no âmbito do projeto Capes/Cofecub, com a parceria de 3 IES francesas e 4 brasileiras.

Líder do Grupo:   Maria Angela Paulino Teixeira Lopes
Página do grupo no CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0063625845572650

 

O grupo visa refletir sobre os impactos das representações em práticas de formação docente, inicial e continuada, bem como em ações que cercam o agir do professor de línguas em atuação em escolas de Educação Básica. Trata-se de ações de pesquisas que se voltam para examinar práticas de formação e de ação docente, relativamente a atividades de planejamento, elaboração e execução de projetos de ensino e aprendizagem de línguas. As investigações propostas sobre o agir docente contribuem para avanços nos estudos acerca de letramento acadêmico, objetivando a compreensão das práticas formativas a partir de representações de língua, linguagem e texto, bem como as de ensino e aprendizagem demandadas no campo dos estudos da linguagem.

Líder do Grupo:   Jane Quintiliano Guimarães Silva
Página do grupo no CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/8200175001801414

 

O presente projeto de pesquisa, sob um enfoque das teorias da enunciação e do discurso, contemplando a relação de interface entre o social e o cognitivo nas atividades discursivas, visa descrever e explicar os modos de dizer constitutivos da (e na) emergência da subjetividade, significados numa rede de atividades e ações engendradas nas esferas sociais, assinalando aquelas do cotidiano acadêmico. Na base desse recorte metodológico, inscreve-se o pressuposto de que os modos de dizer e fazer acadêmico-científicos estão implicados não só com os modos e meios de produção, circulação e recepção de discursos e dos gêneros discursivos da esfera em questão, mas também com os lugares sociais de onde falam os sujeitos e o modo como tais lugares são representados discursivamente no texto. Tomando como corpus para análise textos orais e escritos, produzidos por alunos e professores em práticas do domínio em foco, a pesquisa destaca como uma de suas tarefas centrais compreender, à luz de movimentos enunciativos e de textualização, configurados nos (e pelos) modos de dizer, a emergência dos papéis sociais e dos lugares enunciativos. Para tanto, pretende-se descrever e explicar o trabalho de agenciamento, por parte de alunos e de professores, de estratégias (meta) textual-discursivas e enunciativas por meio das quais se reconhece um jogo de atuação enunciativa e polifônica engendrado em eventos que podem revelar o tipo de engajamento que o sujeito cria com o seu próprio dizer e/ou com o dizer do outro. 

©2018 por Núcleo de Estudos em Letramentos, Linguagens e Formação | nucleoellf@gmail.com |

Av. Dom José Gaspar, 500. Prédio 20, Acesso 9 | Coração Eucarístico, CEP: 30535-901 - BH - MG 

Criado por Jefferson Medeiros.